Mauro Dellal

O fio

A noite era de vero. Mais precisamente o primeiro dia do ano. Porm, no havia calor naquele quarto e tampouco havia sol na vida dele; se houve, foi uma estrela an num cu to negro, que da luz de outrora s se lembrava de alguns dbeis raios, daqueles que furam as nuvens em dias de chuva fina e fresca. O pouco que sobrou da noite anterior fora o gosto amargo da boca j enfastiada do lcool aliada falta de fome... fome de gente. Ele estava s e s quis ficar. Estava acostumado solido que s os cercados sentem. No havia ningum... como sempre. Dele no se esperava mais nada. A no ser, talvez, um rasgo de sanidade final. No sabia que deveria procurar o fio, mas algo lhe dizia tal coisa. Ele j havia pensado nisso. E no era pouco para quem queria tanta coisa, pois claro que sim! Ele queria estar com ele e no s ele como os outros dele o queriam, mas dele no havia sequer um inteiro; s havia pedaos de um aqui e de outro ali. Olhou-se no espelho e se viram. Todos ss, sem o fio que os unisse, sem mos para se ajudarem, sem braos que se abraassem, sem olhos que se vissem. Continuava s e s queria ficar.

Mentira! Gritou o que tinha boca. E quis chorar de raiva e no tinha o dos olhos. Este olhava tudo, petrificado, sem poder falar, pois estava s e s queria ficar. MENTIRA!! Da, um tumulto sucedeu-se: o dos braos quis bater e no havia alvo, pois cego estava e sem olhar no podia mirar. O das pernas quis acudir com pressa, mas no havia braos de acalentar. O que tinha ouvidos escutava, horrorizado, e os queria com as mos tampar. O que era osso procurava preencher-se e o que era crebro ordenava e nada acontecia. Estavam todos ss e ss queriam ficar.

MENTIRA! MENTIRA! MENTIRA... Mentira... gritou ele, pois no havia muito, os raios do sol o esquentavam por inteiro. S isso. No mais. S precisava do fio que os unia. Mas no havia mais sombra de ningum.

Apenas um permanecia quieto: o que era corao. Soluava vez em quando; e cada vez era um espanto aos outros, que paravam de no fazer o que lhes era prprio. O quarto era s um que os envolvia de maneira sufocante, pois estava frio... No conseguiam pensar juntos nem conseguiam achar o fio. Ele ficou quieto tambm. Pensou onde estaria, j que no podia mais ver, nem tocar, nem falar. S podia lembrar, e era tudo mentira. Uma imensa e doce mentira. O das mos tocou-lhe os ombros e ele no sentiu nada; nem um arrepio sequer. O fio, pensou ele, o fio... preciso dele. E comeou a orar uma ladainha monocrdia.

Comeou sozinho; porm os outros se aproximaram e cada um iniciou o que lhes era prprio de fazer; aos poucos foram formando um coral murmurante. Diziam:

Ai de mim, ai de mim!
Da noite ainda me falta a calma
Da calma ainda me falta o sono
Da alma ainda me falta o qu e o como

Ai de mim, ai de mim!
Do outro no me falta nada
Pois no h falta onde no h alma
Pois ainda me falta o qu e o como

Ai de mim, Ai de mim!
Da paixo ainda me falta a dor
Pois no se di sem ter alma
Pois ainda me falta o qu e o como

Ai de mim, Ai de mim,
Pois no se vive assim
De um no estar o outro
Ai de mim!

Rezaram isso inmeras vezes e adormeceram todos menos um: o que era ele. E soube o que fazer; j sabia e desde muito. Riscou o fio e os uniu.

Por Mauro Dellal

 

Alle Rechte an diesem Beitrag liegen beim Autoren. Der Beitrag wurde auf e-Stories.org vom Autor eingeschickt Mauro Dellal.
Verffentlicht auf e-Stories.org am 15.08.2004.

 

Leserkommentare (0)


Deine Meinung:

Deine Meinung ist uns und den Autoren wichtig! Diese sollte jedoch sachlich sein und nicht die Autoren persnlich beleidigen. Wir behalten uns das Recht vor diese Eintrge zu lschen! Dein Kommentar erscheint ffentlich auf der Homepage - Fr private Kommentare sende eine Mail an den Autoren!

Navigation

Vorheriger Titel Nchster Titel


Beschwerde an die Redaktion

Autor: nderungen kannst Du im Mitgliedsbereich vornehmen!

Mehr aus der Kategorie"Fairy Tales" (Kurzgeschichten)

Weitere Beitrge von Mauro Dellal

Hat Dir dieser Beitrag gefallen?
Dann schau Dir doch mal diese Vorschlge an:

A traio - Mauro Dellal (Fairy Tales)
A Long, Dry Season - William Vaudrain (Life)