Flavio Cruz

Amor, absolutamente amor

Para se apreciar a luz, é necessário que se conheça a escuridão. Para saborear o doce, é preciso termos sentido o amargo. Para entender a alegria, é necessário termos passado pela tristeza. Para curtir a vitória, foi preciso termos passado pela derrota. O prazer da exaltação só vem depois da humilhação. A liberdade só é bem apreciada, depois da reclusão. O som só é divino, depois do silêncio total. A excitação só pode acontecer depois da monotonia. A vida só tem seu valor total depois do perigo da morte. O valor da verdade só vem depois do prejuízo da mentira. A bonança só é valorizada uma vez que você tenha passado pela miséria. O alimento só é gostoso quando você está com fome.
Para se amar, no entanto, não precisa ter havido ódio. Amar não precisa de um contrário. Ele é completo em si mesmo, ele é absoluto e já existia antes da criação. Assim sempre foi o amor. Só depois, por pura inveja, é que o ódio apareceu.

 

 

Alle Rechte an diesem Beitrag liegen beim Autoren. Der Beitrag wurde auf e-Stories.org vom Autor eingeschickt Flavio Cruz.
Veröffentlicht auf e-Stories.org am 03.11.2015.

 

Leserkommentare (0)


Deine Meinung:

Deine Meinung ist uns und den Autoren wichtig! Diese sollte jedoch sachlich sein und nicht die Autoren persönlich beleidigen. Wir behalten uns das Recht vor diese Einträge zu löschen! Dein Kommentar erscheint öffentlich auf der Homepage - Für private Kommentare sende eine Mail an den Autoren!

Navigation

Vorheriger Titel Nächster Titel


Beschwerde an die Redaktion

Autor: Änderungen kannst Du im Mitgliedsbereich vornehmen!

Mehr aus der Kategorie"Love & Romance" (Kurzgeschichten)

Weitere Beiträge von Flavio Cruz

Hat Dir dieser Beitrag gefallen?
Dann schau Dir doch mal diese Vorschläge an:

A visita do caixeiro-viajante - Flavio Cruz (Humour)
Pushing It - William Vaudrain (General)